quinta-feira, março 29, 2012

Girafa

Para este post cabe uma explicação. Há dias eu bolei uma proesiazinha e estava com uma vontade atroz de desenhar uma girafa em giz pastel.  Mas a minha filhota saiu na frente e desenhou essa bela girafinha. Isso facilitou muito minha vida, pois foi só aplicar o texto. Muito bem, filhota!


Como estou dirigindo?


quinta-feira, março 15, 2012

terça-feira, março 13, 2012

Pedido de divórcio


Doce amiga,
nutria por você
afeição antiga.
Éramos cúmplices,
perfeita liga.

Brigas, poucas,
a gente esquecia.
Seguimos adiante,
Vencíamos esquinas.

Entre nós
tudo se dividia,
dia e noite,
noite e dia.

Mas o mundo
(que tudo contamina)
te iludiu,
minha menina.

Semeando intriga,
você se fartou
do que podia
e do que não podia.

De discreta companhia
passou a atrevida inimiga.
Camisa de força,
que me continha.

Minha tristeza
foi sua alegria.
Por isso, é preciso que te diga:
vá para outra freguesia.

Quero divórcio!
Me dê alforria,
Minha cara e inglória
barriga.


Predadores

O símbolo da Lacoste é um jacaré.

O símbolo da Puma é autoexplicativo.

Como o capitalismo é predatório!

quinta-feira, março 01, 2012

Paraíso

Primeiro rascunho a lápis e giz de cera sobre um suporte pouco provável (papel reciclado). Acabamento com fixador (muito pouco ecológico e sociável, pois empesteia o ambiente).  O uso do reciclado, inconsciente num primeiro momento, revela-se adequado para o contexto do cartum. A serpente poderia ser verde, mas fugi do estereótipo. É uma era de biodiversidade. O giz, embora pouco adequado, é sustentável para o bolso de um aprendiz de desenhista, do ponto de vista econômico.