segunda-feira, março 14, 2011

A relatividade do tempo

- Ai, meu Deus, não vai dar tempo.
- Tempo de quê?
- De tudo! Não vai dar tempo! Não vê? Tem muita coisa ainda...
- Mas que aflição é essa? Como assim "não vai dar tempo"? O tempo é infinito.
- Não dá! Simplesmente não dá. Você já imaginou o milhão de coisas que esta aí para ser feito? "Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje", diz o ditado.
- E daí? Faz o que dá para fazer...
- Como assim? Com tanta coisa por aí para se fazer, vou me contentar com um pouquinho só? Quero fazer tudo! E de uma vez só!
- Mas tudo o quê?
- Tudo, oras. Tudo.
- Tudo? Tá bom, tá bom... Eu te ajudo.
- S-sério? Não vai te atrapalhar?
- Não, agora eu não tenho nada muito urgente para fazer mesmo. Por onde começamos?
- Nossa, que gentil da sua parte.
- Que é isso... Você faria o mesmo por mim.
- Sabe...
- O quê?
- Eu estava pensando...
- E?
- Acho que a gente deveria gastar um tempinho antes para se conhecer um pouco melhor...

2 comentários:

audiencia da tv disse...

ola passando aqui pra dizer que amei o blog ta muito show e virei seu seguidor se quiser seguir o meu agradeço abraços e sucesoss na vida
tenha um bom dia!!!!
http://audienciadatvrealtimes.blogspot.com/

Marcelo de Andrade (Mandrade) disse...

Valeu pela audiência.
Um abraço,

Marcelo de Andrade