terça-feira, outubro 26, 2010

Livros de autoajuda

- O que você está lendo? É um livro de autoajuda?
A pergunta veio à queima-roupa. E de forma inesperada. Eu estava no ônibus, concentrado na leitura, quando fui questionado por uma moça, que tinha um ar um pouco alienado.
- Não, é um romance - respondi de forma quase ríspida,mostrando-lhe rapidamente a capa, num gesto autoexplicativo, dando a conversa por encerrada. Um livro de autoajuda... Imagina eu lendo um livro desses...
Depois fiquei abismado com meu preconceito.
Por que não poderia ser um livro de autoajuda? Por acaso estou isento de precisar de ajuda? Quanta presunção e orgulho da minha parte!
E, depois, todo livro que acrescenta algo de bom pode ser considerado um livro de autoajuda. Até mesmo um dicionário.
Já tenho uma reposta pronta para a próxima pessoa que perguntar o que estou lendo.
- É um livro de autoajuda, sim.
Mesmo que não seja.

2 comentários:

Barstorm disse...

Faz sentido. Você, às vezes, é um blogueiro de autoajuda. Hehehehe

Marcelo de Andrade (Mandrade) disse...

Você acertou em cheio. Este blog é uma terapia. Economizo muito com psicanalista escrevendo aqui.

Um abraço e volte sempre, barstorm.

Marcelo