quinta-feira, março 25, 2010

Caderno de empregos

Por que no caderno de empregos nunca tem vaga para poeta?

2 comentários:

Carlão Pacheco disse...

Também já procurei, mas não achei. Sou um poeta sem caderno, também. Que merda. Foda-se, como diria Bukowiski. O cara, não o meu Siamês.

Marcelo de Andrade disse...

Poeta sem caderno,
é um profeta no inferno.
Putz, ficou bom vou postar!

marcelo