segunda-feira, março 23, 2009

Feira é livre?

Louva-deus

Dois funcionários públicos paulistas, escalados para um congresso, se hospedaram num mesmo quarto em Brasília.
Chegaram no hotel à noite e foram encaminhados ao quarto. O ambiente estava com ar viciado, indicando que não era usado há muito tempo.
- Liga o ar condicionado, disse o menor dos dois.
- Não adianta.  O ar precisa ser renovado, não esfriado. Vou abrir a janela.
- Cê tá maluco! Do lado tem uma matagal. Vai entrar bicho.
- Vai nada, disse o outro.  E abriu a janela.
Cinco minutos depois de se instalarem, o menor reclamou: - Eu não disse? Olha lá um bicho.
Era um louva-deus  na parede. 
- O que é que tem?
- Vc não sabe? Esses monstros são um perigo. A louva-deusa corta a cabeça do macho na hora "agá".
- E daí? Como você sabe que isso é  uma "louva-deusa"? E se for, você acha que faz o tipo dela? Tenha paciência... Já são horas...
- Brinca, não. Isso é feroz. Você foi criado no mato, no meio de cobra e escorpião, mas em casa não tinha nem formiga. Não vou conseguir dormir com esse bicho aí.
- Então mata.
- Não tenho coragem.
- Então não mata, disse o primeiro, já de saco cheio. Pega com papel higiênico e joga pela janela.
Silêncio de dois minutos.
- Fulano...
- O que é?
- Quebra essa, vai. Joga o bicho lá fora para mim... Eu morro de medo desses troços da Natureza.
- Tá bom (resignado)... Pronto.
- Obrigado.
Meia hora depois.
- Fulano...
- Hummm... (acordando). O que é?
- Será que o louva-deus tá legal lá fora?

terça-feira, março 17, 2009

Aforismo

Quem é vivo sempre desaparece.

"Este paciente morreu, mas morreu curado."

Frase lendária atribuída aos praticantes da medicina oficial, que aplicavam sangrias e outros tratamentos não menos agressivos e desastrosos para restabelecer a saúde dos pacientes nos séculos ancestrais, citada na obra Mesmer, a Ciência Negada e os Textos Escondidos, de Paulo Henrique de Figueiredo (Lachâtre, 2007, 2ª edição).

quarta-feira, março 04, 2009

Dicionário Ilustrado - Trote


O trote é um ritual de iniciação cultivada entre os universitários. Serve para lembrar que ainda serão necessários  muitos séculos de academia para sairmos da barbárie.