quarta-feira, julho 01, 2009

Hacker ético é o mesmo que tarado virgem

Recebi dia desses um spam sobre um curso denominado "hacker ético".

Começou mal. Faltou coerência. Se o curso fala de ética, não deveria ser divulgado por spam.

O curso salientava a importância de se conhecer como funciona a cabeça de um hacker para poder se proteger dos ataques deles.

O conteúdo tem lá sua utilidade.

Questiono o rótulo.

Atribuir ética a um hacker é ser antiético.

2 comentários:

Ro Lindinho disse...

Éééé... quanto à chamada, realmente foi uma pisada... mas, quanto a finalidade do "curso", sei lá se é verdadeiro, se é enganação, 171, vai saber... na verdade o que importa - e é por isso que resolvi meter aqui o bedelho - é que se precisa saber diferenciar o hacker do craker (acho que é assim que se escreve). O hacker é "o cara" que tem conhecimentos profundos na área da informática, da programação,... é aquele que faz, que entende. Já o cracker, esse é aquele que pensa que é "o cara"... até faz alguma coisa aqui, outra ali, mas... no fundo, no fundo, TUDO o que faz é com más intenções. É para "ferrar" a vida de alguém... É prá roubar senhas de contas de banco, de cartão de crédito, de velhinhos que "se ferram" com empréstimos para descontar as parcelas em suas aposentadorias... etc... /// Tirando o detalhe do spam, ou seja, não me atendo a esse aspecto, penso que os fins justificam os meios. Apesar da redundância: "hacker ético". Ora, como disse antes, hacker é "do bem". Cracker, muito pelo contrário... Então, "hacker do bem" soa como "labaredas de fogo", "elo de ligação", etc... Espero não estar enganado. Perdoem-me pela intromissão onde não fui chamado. Ah... só pra constar: não sou hacker, muito menos cracker (ou craker, sei lá como é mesmo que se escreve a "profissão" dessa "classe"...). Sou apenas uma pessoa que se preocupa em fazer sempre a coisa certa (ou, pelo menos, "fazer a coisa de forma correta"). Não sei nada dessas coisas "avançadas" de informática. "Malemá" (como dizia minha avó) sei "teclar".
Espero que fique o registro: hacker é uma coisa, cracker outra - bem pior.
Abs, felicidades e saúde.
Roberto Villalva, Penápolis SP

Marcelo de Andrade disse...

Prezado conterrâneo de Sabrina Sato (vocês eram felizes e não sabiam rsrsrsrsrs), obrigado pelos esclarecimentos. Sou parvo (também) em assuntos de segurança em internet.

Obrigado pelos votos de saúde e felicidade. São duas coisas que nunca são demais na vida da gente.

O mesmo para vc.

Um abraço.

Marcelo