sexta-feira, janeiro 30, 2009

Ser pai

Ser pai não é fácil. 

Mais difícil ainda deve ser filho(a).

Minha filha tem sido vítima de minha impaciência. Isso não é bom. Tarde da noite, cansado, sob o efeito de um antigripal, eu só queria dormir. Ela só queria reinar. Não deu certo. Dei bronca, fui estúpido. Ela dormiu entre lágrimas.

Filha, se isso serve de consolo, um dia vou ficar velhinho e você poderá dar o troco.

Tá combinado assim?

2 comentários:

Gustavo disse...

Um pedido de desculpas sincero (de ambas as partes) seguido de um abraço também é uma alternativa depois que a poeira baixa. Preserva até 70% mais do recurso não-renovável que é a confiança.

Marcelo de Andrade disse...

Grato pela dica, Gustavo.