domingo, novembro 16, 2008

Adeus

Não bebo, não fumo, não avanço a madrugada.

Por questões orçamentárias, não consumo.

Não me atrevo, não devo, não saio do prumo.

Sou família, não prevarico, pago imposto.

Dou descarga, abaixo a tampa da privada, lavo mão e rosto.

Por aqui está tudo correto.

Agora quero ver de perto o que tem do lado de lá.

Darei notícias se eu estiver certo.

5 comentários:

Gaúcha®™ disse...

?????????

Danielle disse...

Gosto por demais do seu blog. Página inicial.

Mel disse...

Amigao,


Muito legal este poema, você é mesmo muito inspirado! Eu por aqui ando só correndo, trabalhando praticamente 7 dias por semana e mal me sento pra perder tempo em frente à TV. Hobbies? Nem pensar... Tá fogo, 2009 tem que ser diferente, né?
Com tudo isso nao consigo dar notícias, desculpe. Assim que sobrar um tempinho, entro em contato. Ah, nao esqueci das fotos da pizza lá em casa, elas chegarao...

Beijao,


Mel

Marcelo de Andrade disse...

Gaúcha: eu é que pergunto. O que significa ????

Danielle, obrigado pela preferência. Mas vc é nova, ainda há tempo para adotar hábitos de leitura mais saudáveis. Veja, a Época não ranqueou este blogo como essencial. Deve ter algum motivo para isso rsrsrsrs.

Mel: você é uma das pessoas masi doces que conheço (com o perdão do trocadilho). Um abraço para você, outro ao Jan e mais um para a pequena Val. A minha Mel está com saudades de vcs. rsrsrsrs

Marcelo de Andrade disse...

Algumas pessoas escreveram pensando que esse post inicial significava:

a) que eu iria me suicidar ou morrer ou
b) que eu iria encrrar o blog.

Bem, morrer todo mundo vai um dia. A preocupação, portanto, é desnecessária. Preocupante é viver.

Quanto ao blog, eu bem que tento parar, mas acho que viciei. E depois, se eu parar, as pessoas não poderão mais fingir indiferença com a minha página. Para não causar essse transtorno, continuarei por aqui, até onde der.