sábado, maio 31, 2008

Respeito

No elevador, dois condôminos se encontram pela primeira vez.
- Bom-dia!
- Bom-dia!Morador novo, não? Seja bem-vindo. Me chamo Terêncio. Do 102.
- Prazer, Ter... Desculpe, poderia repetir sua graça?
- Terêncio. Nome diferente, né? Mas até gosto dele. Nunca tive problema com homônimos. Não conheço outro Terêncio. Sabe que um primo meu, chamado João, quase foi preso por engano? Culpa de um homônimo.
- Tem razão, homônimo é terrível. Mas, e na escola, não brincavam com seu nome?
- Brincavam, mas eu não ligava. Sabe como é: criança faz troça de qualquer coisa. Eu sempre tive presença de espírito. E respeito. Respeito muito o próximo.
- É, tem gente que não respeita os outros.
- Isso é da índole. Bem, décimo andar. Fico por aqui. E até mais seu...
- Caio Pinto.
- Como?
- Caio Pinto.
- Cai...Cai...o...Quiá, quiá, quiá......
Não consegue concluir a frase e sai do elevador rápido, num acesso de risos.
Hoje os dois evitam pegar o mesmo elevador.

Nenhum comentário: