domingo, março 02, 2008

Pedágio visual, uma análise astigmática

Terminei de assistir, em DVD, ao Tropa de Elite. Não vou entrar na questão da violência e crise social, que já se gastou muito português melhor que o meu para comentar a história.

Me chamou muito atenção a "capivara" de patrocínios que desfilam na tela antes da película efetivamente começar. Creio que no cinema deve ter acontecido a mesma coisa. Por que não colocam aquela trolha no final? Por lei, sei que o produtor cultural tem de dar visibilidade máxima às marcas apoiadoras e aos logos da lei de incentivo. Mas colocando antes do filme, estão dando um tiro no pé. Em vez de conquistar a simpatia do público, enerva-o gratuitamente. Melhor seria colocar o trem todo no final. Não fazem porque dizem que as pessoas saem da sala antes ou desligam o player antes dos créditos. Mas quem garante que prestam atenção ao começo?

Quem não liga para os detalhes da produção, não quer saber de anda disso, seja no início ou fim.

É um pedágio visual. E como todo pedágio, ingrato.

2 comentários:

Pragmatismo Fantástico disse...

Olá... estava fazendo uma pesquisa sobre a existencia de uma posssivel antropologia do humor, já que sociologia e antropologia tem para todos os gostos (rs) e o achei seu Blog... gostei bastante, principalmente das tirinhas... sei que talvez seja pouco importante, mas tenho pretenções com a arte grafica também, tenho criado alguns personagens, mas meus desenhos não são muitos bons, de qualquer maneira queria só deixar meu parecer... Inté, Abraços!!

Marcelo de Andrade disse...

Obrigado pela visita, pragmático.

Se é importante para você, então é muito importante.

Seus desenhos não serão bons enquanto você pensar que não são bons.

Monte um blog com seus trabalhos. Dê a cara para bater. E bata também. A vida é ansim...